sábado, 14 de novembro de 2015

Inês Pedrosa - Fica comigo esta noite

Este é daqueles livros que me conquistou pela capa, a capa era bonita e o titulo era interessante mas... lá está, nunca se deve comprar um livro só pela capa...
Esperava muito do livro e talvez esse seja o motivo porque me desiludi, talvez se tivesse pegado nele sem ideias pré-definidas a coisa até tivesse corrido bem, no entanto não gostei.
O livro é composto por 12 histórias diferentes e algumas até são boas, mas a maioria não me conquistou de todo, como já referi ficou muito aquém das expectativas e não é um livro que recomende.

Ficam algumas frases:

"Os amigos são musas e anjos da guarda inesgotáveis."

"Lisboa é tão grande e tão pequena."

"Posso ter inventado tudo, menos o fulgor perfeito dos nossos corpos juntos. Uma vida inteira não basta para apagar da pele o peso magnifico desse fulgor."

"O prazer que o meu corpo conhece, é o que aprendeu no teu."

"Diz-me que me amas, diz só uma vez. Mesmo que seja mentira diz-me. Só para eu guardar o som da tua voz a dizer essa palavra."

"Lembrava-se apenas que o mundo parecia, naquela época feito do toque da pele dela, da cor das gargalhadas dela, um lençol sedoso de paixão. Lembrava-se apenas do amor para lá dos limites, uma alucinada felicidade."

"Não sabes fechar portas. A Maria Eduarda é história. Arquiva."

"Acreditamos naquilo de que precisamos, não é? Acreditamos 20, 30, 40 vezes, contra todas as evidências."

"Não havia maneira de deixar de querer, por isso. Um dia, ela disse "até amanhã" e nunca mais voltou."

"Espero-te, em sobressalto. Com todas as velas da alma acesas."

Não tenhas vergonha, o teu corpo é o meu palácio. Sempre foi, sempre será."

"Sei que não és perfeita e não te amo menos por isso."

"As crianças fazem-se com amor e precisam de amor."

"Só se odeia aquilo em que se acredita."

"Os sonhos são os mesmos em todos os lugares."

Sem comentários: