sábado, 29 de agosto de 2015

Pramoedya Ananta Toer - Fabulosa Jacarta

Na minha opinião é um livro complicado, precisamos de ler o prefácio para perceber um bocadinho da lógica do livro e mesmo assim, algumas histórias continuam sem fazer sentido.
O livro conta histórias que pretendem ser criticas à cidade de Jacarta dos anos 50 e 60, o que torna, o seu entendimento meio impossível para quem não conhece a história da Indonésia, além disso é necessário ir constantemente ao fim do livro ver a tradução de várias palavras escritas no dialecto de Jacarta, o que corta o ritmo de leitura e irrita um pouco.
Gostei de duas ou três histórias mas não mais do que isso.
Ah,no epilogo ficamos a conhecer um bocadinho da história de Jacarta e o significado de algumas histórias é explicado, mas na minha humilde opinião isso não melhora nem muda a ideia que já fizemos do livro.
Talvez seja um bom livro para quem, como já disse, conheça a história de Jacarta, para mim não é e está longe de o ser.


"O escritor é aquele que acredita que se podem fazer coisas boas por meio do uso de palavras." - Goenawan Mohamad

"A sua alma está gasta, exausta."

"És o farol na escuridão da minha vida."

"Não consigo viver com este vazio."

"Fecha a boca e serve-te dos ouvidos o mais que puderes." - George Washington

"Presto tanta atenção ao que me dizem que a minha própria voz nunca tem ocasião de mostrar a sua força."

"Amar significa dar."

"Quem tem a razão do seu lado acaba sempre por sair vencedor."

"O corpo e o espirito devem estar unidos."

"Eu tenho a coragem de assumir a responsabilidade. A responsabilidade por todos os meus actos."

Seja lá qual for a maneira como se encare o problema, os homens nunca deixarão de ser homens - mesmo que lhes imponhamos todos os dias uma carrada de moral e religião."

"O seu coração, a sua alma, a sua vida, o seu futuro, tudo ficou desfeito e cheio de buracos."

Sem comentários: