sábado, 11 de abril de 2015

Boris Starling - Messias

E quando o que parece não é?
Quando tudo o que acreditas ser verdade se revela uma mentira?
Quando nem tu acreditas em ti mesmo?

Um livro absolutamente fantástico, um thriller que prende do ínicio ao fim, com mudanças inesperadas e um final surpreendente. Um daqueles livros impossíveis de parar de ler e onde as mais de 600 páginas parecem ser apenas cem dado a rapidez com que o queremos ler.
Absolutamente fantástico.

"O silêncio significa protecção"

"Acha-se um bocado playboy. Eu acho-o um bocado de merda."

"Não basta trabalhar muito. Tem de ser-se visto a trabalhar muito."

"Onde termina o terror e começa a incompreensão total?"

"Resolver problemas é andar à caça. É um prazer selvagem e nascemos para isso" - O silêncio dos inocentes.

"As palavras, por si só, não conseguem sarar feridas nem desfazer o que está feito."

Sem comentários: