quinta-feira, 28 de agosto de 2014

William Gladstone - Os doze

E se salvar o mundo dependesse de si?
Se tivesse uma missão?
E se falhasse?

Quando comecei a ler o livro estava à espera de um daqueles thrillers cheios de aventuras para evitar o fim do mundo mas não foi nada disso...
Mais ou menos até meio do livro ficamos sem saber muito bem o que é que está a acontecer e a partir daí descobrimos que existe sim uma "busca" para evitar o fim do mundo - mas sem adrenalina e aventuras perigosas - e queremos sempre saber o que vem a seguir e ler ler ler para saber como acaba.
No fim sorrimos e pensamos "era tão bom se fosse assim".
É um bom livro, não é super emocionante e cheio de aventuras mas é um bom livro.


"O mundo é demasiado vasto e complexo para que possas compreender tudo o que se passa nele."

"Cheguei à fronteira negra do desespero... Não sei quem sou, o que quero ou o que posso fazer, nem para onde vou... Estou farto de mim... Não há esperança... É preciso abandonar esta vida... Quero abdicar dela."

"O mundo é vasto, estranho e está cheio de mistérios. Não duvides, por mais humilde que sejas, de que tens um papel importante a desempenhar neste mistério que é a vida."

"Por vezes a intenção é tão importante como os resultados."

Sem comentários: