sábado, 30 de agosto de 2014

Jed Rubenfeld - A interpretação do crime

O livro conta basicamente duas histórias paralelas, uma conspiração contra Freud e uma investigação de homicídio.
Na minha opinião o livro seria mil vezes melhor sem a conspiração contra Freud, esta parte da história é muitas vezes secante e corta o interesse na investigação do homicídio e embora seja usada psicanálise na investigação, esta podia ter sido brevemente explicada no inicio do livro para que quem não conhece Freud se conseguisse situar na história (e desta forma não teriamos de levar com a conspiração contra Freud durante o livro).
 Apesar disso é um bom livro já que a investigação está muito bem escrita e desenvolvida.


"O homem feliz não olha para trás. Não olha para a frente. Vive no presente."

"Alguns sonhos não precisam de interpretação, precisam de acção."

"Nós não somos responsáveis pelos nossos sentimentos."

"A inveja é certamente a força predominante na vida mental das mulheres."

"Fique com a sua liberdade, poupe-me à sua amizade."

"Algumas pessoas sentem necessidade de provocar aquilo que mais irá atormentá-los."

"A infelicidade resulta da incapacidade de nos libertarmos das nossas memórias."

Sem comentários: